Dia Nacional da Pessoa Surda-Muda

Com CAEFI

Comemorou-se ontem, 23, o Dia Nacional da Pessoa Surda-Muda. Segundo a CAEFI  (Coordenação de Acessibilidade Educacional, Física e Informacional), essa deficiência é causada pela falta de percepção da audição e da fala, sendo que a audição é o receptor auditivo que fica localizado no ouvido interno e a fala é a capacidade de emitir sons inteligíveis e formar palavras. As limitações do surdo-mudo não alteram em nada a sua capacidade de aprendizado, o que permite que ele aprenda e possa conviver perfeitamente com as pessoas consideradas “normais”.

O CAEFI destaca que a capacidade do surdo-mudo é tão grande que ele é capaz de realizar diversas atividades, basta apenas, que ele desenvolva os outros sentidos através de estímulos para que se desenvolvam. É fundamental que ele interaja e se integre com todas as pessoas na sociedade, pois essa é uma maneira de desenvolver seus sentidos. Para que essa inclusão seja feita é necessário primeiramente respeitar a pessoa com deficiência e reconhecer os seus direitos.

Uma curiosidade a ser lembrada sempre é que nem todos os deficientes auditivos são mudos. Levando-se em consideração que muitos possuem voz e conseguem falar é necessário o estímulo para que aconteça aprendizado. No Brasil, existem muitas instituições de apoio aos surdos-mudos. O Dicionário Libras divulga em larga escala a língua dos sinais, o que facilita a comunicação dos surdos-mudos em seu dia-a-dia.

Saiba mais em: http://www.sindromedeusherbrasil.com/diversidade-na-surdez

 

23 de fevereiro: Dia Nacional da Pessoa Surda-Muda. Crédito: Divulgação.