Pesquisa e Extensão

Atividades de extensão

O curso de Letras do Uni-FACEF Centro Universitário Municipal de Franca propicia aos seus estudantes, como atividades permanentes de extensão:

  • uma jornada de Língua e Literatura, um encontro de Língua Inglesa e Língua Espanhola, que ocorrem em maio;
  • um encontro do Grupo de Estudos do Discurso (GEDI) e do Grupo de Estudos de Literatura (GELIT) com frequência anual, ocorrendo junto ao Seminário de Pesquisa, em novembro;
  • uma excursão para participação em eventos culturais ou acadêmicos – anual – cujo evento a ser visitado, contemplado, assistido, depende do conteúdo tratado em sala de aula; e
  • um Seminário de Pesquisa em que os estudantes têm oportunidade de apresentar o resultado de pesquisas científicas, realizadas com a orientação do corpo docente do curso – com frequência anual, ocorrendo no mês de novembro. Os melhores trabalhos, selecionados por uma comissão editorial, são publicados na Revista do Curso de Letras.

 Atividades obrigatórias

  • 1 projeto de pesquisa – com data de entrega programada para o 2º semestre. Os projetos são orientados pelos professores do departamento, conforme linha de pesquisa de cada docente.
  • 1 artigo científico – com data de entrega programada para 4º semestre. O regulamento que rege a elaboração dos artigos – objetivo, justificativa, critérios de avaliação, apresentação, elaboração do conteúdo e respectiva formatação – é entregue e explicado ao aluno por ocasião do desenvolvimento da atividade. Os artigos são orientados pelos professores do Departamento, conforme linha de pesquisa de cada docente.
  • 200 horas de atividades acadêmicas, científicas e culturais complementares – desenvolvidas no decorrer do curso. O regulamento que rege as atividades, assim como a pasta de registro são entregues, a cada estudante, ao início do 1º semestre, em momento específico destinado à orientação.
  • Trabalho de Conclusão de Curso – início no 5º semestre e entrega no 6º semestre. O regulamento que rege a elaboração do trabalho e as explicações sobre sua condução são entregues por ocasião do início do desenvolvimento do processo. Os trabalhos são orientados pelos professores do Departamento, conforme linhas de pesquisa apresentadas.
  • Estágio
    • Horas de apoio ao efetivo exercício da docência nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio (modalidades de observação, participação e regência, registradas em formulários próprios)
      • 200 (duzentas) horas, a serem computadas, a partir do 4º semestre e finalizadas até o 6º semestre, em data divulgada antecipadamente pelo Departamento (para ingressantes até 2016).
      • 200 (duzentas) horas, a serem computadas, a partir do 5º semestre e finalizadas até o 8º semestre, em data divulgada antecipadamente pelo Departamento (para ingressantes a partir de 2017).
    • 200 Horas dedicadas às atividades de gestão do ensino, nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio, nela incluídas, entre outras, as relativas ao trabalho pedagógico coletivo, conselhos da escola, reunião de pais e mestres, reforço e recuperação escolar, sob orientação do professor da instituição de Ensino Superior e supervisão do profissional de educação responsável pelo estágio na escola, e, atividades teórico-práticas e de aprofundamento em áreas específicas, de acordo com o projeto político-pedagógico do curso de formação docente.

Sobre as atividades teórico-práticas a serem computadas, a partir do 4º semestre e finalizadas até o 6º semestre (ingressantes de 2016) e a partir do 5º semestre e finalizados até o 8º semestre (ingressantes a partir de 2017), em data divulgada antecipadamente pelo Departamento. Deverão ser cumpridas oficinas, workshops, minicursos, instalações etc, oferecidos pelo curso e pela Instituição, envolvendo as questões de: Metodologias de Ensino; Tecnologias da Informação e Comunicação (TiCS); Estudos Estatísticos de indicadores e informações contidas nas avaliações do desempenho escolar realizados pelo Ministério da Educação e pela Secretaria Estadual de Educação; e, 4) Questões de alfabetização e letramento.

Monitoria

O Sistema de Monitoria, do Centro Universitário Municipal de Franca, envolve alunos em tarefas de ensino e pesquisa, de acordo com o seu aproveitamento escolar e seu plano de estudos. As normas constantes do Regulamento se fundamentam no Artigo 84 da Lei Federal n° 9394, de 20/12/96, combinado com o Artigo 124 do Regimento Geral do Centro Universitário Municipal de Franca e tem como finalidades:

  1. proporcionar condições didático-pedagógicas aos discentes de educação superior do Centro Universitário Municipal de Franca, visando incentivá-los ao ensino e à pesquisa cientifica, através de atividades teóricas e/ou práticas, exercidas junto às disciplinas dos cursos superiores de graduação, sob a orientação do professor da respectiva disciplina;
  2. preparar o futuro docente, mediante a capacitação em serviços, associando desenvolver atitudes, habilidades e competências, referentes:
  • ao comprometimento com os valores inspiradores da sociedade democrática;
  • a compreensão do papel social da instituição de ensino;
  • ao domínio dos conteúdos e de seus significados em diferentes contextos e de sua articulação interdisciplinar;
  • ao domínio do conhecimento pedagógico;
  • ao conhecimento de processos de investigação que possibilitem o aperfeiçoamento da prática pedagógica;
  • ao gerenciamento do próprio desenvolvimento profissional.

O monitor exercerá suas funções pelo período de um semestre letivo, a partir do início das aulas, recebendo ao final das suas atividades, um Certificado de Monitor da disciplina. O monitor não pode ministrar aulas teóricas ou práticas correspondentes à carga horária regular da disciplina curricular, na ausência do professor responsável. A monitoria atende aos estudantes do 1º semestre, nas seguintes disciplinas:

  • Monitor de Teoria da Literatura
  • Monitor de Literaturas de Língua Portuguesa: Portuguesa e Brasileira
  • Monitor de Linguística
  • Monitor de Língua Portuguesa
  • Monitor de Língua Inglesa
  • Monitor de Língua Espanhola
  • Monitor de Didática

Os monitores são selecionados por meio de prova escrita e desempenho na disciplina escolhida para monitoria.
A carga horária da monitoria é de seis horas-semanais, supervisionadas por um professor e pela Chefia de Departamento. O controle de frequência é a assinatura de um caderno de ponto, à disposição na Secretaria das Chefias de Departamento da Unidade II.

Programa de Iniciação Científica

São destinadas 2 (duas) bolsas, anualmente, para o curso de Letras. Além das duas bolsas, o aluno também pode concorrer à bolsa de melhor projeto de pesquisa, ou, ainda, bolsas fomentadas pelo CNPq.

PIBID (Capes)

O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), financiado pela Capes, tem como objetivo principal fomentar a formação inicial e continuada dos professores do magistério. Podem participar do programa somente as instituições públicas de Ensino Superior a partir da aprovação de propostas de Projetos. A proposta enviada pelos cursos de Letras e de Matemática do Uni-FACEF Centro Universitário Municipal de Franca foi aprovada em maio de 2011 e, atualmente, são destinadas 32 (trinta e duas) bolsas para o período de um ano, prorrogável, por igual período, para os alunos do Curso de Letras.

Projetos sociais

Projeto “Contação de Histórias”

Atividade de acompanhamento pedagógico e desenvolvimento de habilidades de leitura, com duração de quatro meses. Trata-se de um projeto assistencial, supervisionado pela Chefia de Departamento e pela Professora Maria Eloísa de Souza Ivan, da área de Estudos Literários. O projeto tem dois objetivos principais: o primeiro é de criar oportunidade para que alunos do Curso de Letras possam desenvolver suas habilidades teóricas e técnicas, por meio de atividades práticas de Comunicação e Expressão de Língua Portuguesa; o segundo, o de contribuir com a formação das crianças através de atividades de leitura e produção de textos, bem como a consolidação do trabalho voluntário de nossos acadêmicos.

Projeto “Ensino de Língua Inglesa para o Pró-Criança” – Atividade de docência de língua estrangeira

Também é um projeto assistencial, supervisionado pela Chefia de Departamento e pela Professora de Língua Inglesa, Márcia Helena Venâncio Faleiros. Com duração de um ano, são atendidas 70 crianças e adolescentes, divididos em duas turmas, que têm aulas com estudantes do curso de Letras. O objetivo deste projeto é promover um ensino de Língua Inglesa com qualidade a alunos carentes selecionados pelo Pró-Criança.

Projeto Holiday Project (Holiday and special days)

Atividade desenvolvida conjuntamente com o projeto de ensino de Língua Inglesa para o Pró-Criança pela professora de Literaturas Inglesa e Norte-Americana, Flávia Herker Lopes Bernabé. O projeto objetiva promover atividades para que os alunos possam se inteirar de datas comemorativas no Brasil e nos países onde o Inglês é falado como língua materna, enfatizando a diferença cultural entre essas comemorações e mostrando que algumas datas comemorativas são de origem inglesa, mas que vêm ganhando prestígio na cultura brasileira, como, por exemplo, o halloween. Também visa desenvolver a criatividade para que os alunos participem com musica, desenhos, pinturas e teatro.

Projeto Comunícate: a melhor idade comunicando-se em espanhol

Projeto em parceria com a Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo – AFPESP, da unidade regional de Franca. O objetivo é proporcionar aos alunos da AFPESP (adultos com idade superior a 45 anos) um contato com a língua espanhola em seus níveis iniciais, além de contribuir para a formação docente de nossos licenciandos. Em andamento desde 2012.